Oficinas

A MALUBAMBU tem oficinas de brincadeiras para crianças pequenas, de um até oito anos de idade. Cada encontro é dirigido por um oficineiro especialista em determinada área do desenvolvimento infantil (terapeutas ocupacionais, psicomotricistas, fisioterapeutas, educadores musicais, educadores físicos, nutricionista, psicólogos, pedagogos), com dias e horas certas para acontecer.

❥ OLELÊ
(BRINCADEIRAS DE CAPOEIRA)
Brincadeiras com ginga e exploração do corpo que estimulam flexibilidade, resistência muscular, força e agilidade. Na Oficina Olelê, as crianças exercitam equilíbrio, coordenação e ritmo através de uma arte, dança e luta que é tradição na Bahia. São testadas a atenção e a percepção, o autocontrole e a astúcia, além da disciplina e do respeito.

COM QUEM: Marcos Paulo, educador físico e capoeirista

circo

❥ PICADEIRO
(BRINCADEIRAS DE CIRCO)
O circo é uma brincadeira completa para o corpo, o humor e a mente. Com um pouco de música, teatro e dança, as crianças vivenciam acrobacias circenses que favorecem a entrega, o domínio de corpo e de espaço. Na Oficina Picadeiro, ela adquirem percepção do que é perigoso e do que não é, e ainda testam os limites corporais. Com os pequenos até 3 anos, o foco é dado ao manuseio de malabares – bolas, fitas, bambolês – e às brincadeiras no solo, como rolar e dar cambalhotas. Eles participam de um ambiente de experimentação e vivenciam disputas entre si. Com o público acima de 4 anos, a oficina dedica um tempo inicial para alongamento corporal e aquecimento. Depois, realizam muitas acrobacia de solo, como ponte, reversão pra trás e para frente, paradas de mão, além de movimentos no tecido (malha circense) e outras atividades que exigem força e concentração. Como a oficina tem um caráter livre, os pequenos também têm sua hora de palpitar e sugerir acrobacias. Eles também tentam vencer desafios propostos por outras crianças, ajudam-se exercitando o equilíbrio, a cooperatividade e o respeito às limitações particulares.

COM QUEM: Carol Guedes, instrutora de circo formada na Escola Piccolino

musica

❥ THUMBALACATUM
(BRINCADEIRAS MUSICAIS)
As crianças reagem à música desde muito cedo. Nos primeiros meses, bebês respondem à música com risos, gritos e balbucios musicais. Depois, passam a cantar junto, selecionam suas canções preferidas e criam suas próprias rimas. A percepção auditiva é responsável pela qualidade de comunicação. Ao perceber maior quantidade de sons, a criança tem oportunidade de entender melhor o que acontece a sua volta. Crianças adoram, por exemplo, músicas inventadas na hora, sobre elas ou coisas que fazem no cotidiano. Na Oficina Thumbalacatum, as crianças desenvolvem a percepção musical através do canto, brincadeiras, jogos, movimentos e improvisação. Elas escutam diferentes sons – baixos e calmos, mais altos, agudos – e também descobrem instrumentos: pandeirinhos, caxixis, tambores, chocalhos, muitos deles improvisados com panelas, potes, copos, baldes.

COM QUEM: Michele Xavier e Zé Liveira, educadores musicais

ARTE

❥ ATELIÊ ABERTO
(BRINCADEIRAS DE ARTES)
Arte é saber expressar um sentir através de um fazer. Pensando assim, vivenciar atividades artísticas é muito fácil e possível para qualquer criança. As mãos ainda pequenas tateiam tintas, papeis de várias texturas e brilhos, caixinhas de madeira, colas, tecidos de muitas cores e lãs. Em contato com os materiais, experimentam desenhar, pintar, modelar e criar. E concentrados, expressam o que sentem e desejam a partir do que aprendem. Saiba mais sobre esta oficina.

COM QUEM: Arte-educadores

 

❥ LEITURINHAS MUSICAIS*
(AULAS DE TEATRO)

Leiturinhas Musicadas é um projeto que começou como espetáculo teatral em 2010. Ele foi apresentado nos teatros Módulo, SESC Pelourinho, Xisto e Gamboa, em Salvador, e recebeu o patrocínio da CAIXA em 2014. Em 2016, o projeto ganhou novos contornos com aulas teatrais para crianças. As aulas seguem a lógico do que já acontecia nos espetáculos — com aproximação das linguagens da literatura, do teatro e da música a partir da pesquisa de livros, canções e dinâmicas teatrais. As aulas são compostas por etapas de aquecimento, integração, sensibilização temática e apresentação da proposta criativa, que pode ser pesquisa individual ou de grupo, improvisação, elaboração de cenas, estudos dirigidos de pesquisa para montagens e leituras. O objetivo é envolver os participantes em uma condução lúdica e um constante processo de retornos críticos e estímulos. A atmosfera é criativa, cúmplice, com objetivos coletivos e propósitos individuais.

COM QUEM: Thais Alves, atriz e escritora

culinaria

❥ MÃO NA MASSA
(VIVÊNCIAS CULINÁRIAS)

A vivência Mão na Massa favorece a alimentação saudável, estimula a descoberta sobre a origem dos alimentos e seu preparo. Oferece, de forma lúdica às crianças, atividades que envolvam os alimentos e reforcem suas características nutricionais, através do manuseio e observação de cores , formas e sabores diversos. nela, os pequenos aprendem o poder nutritivo dos alimentos (vitaminas, carboidratos, gorduras, etc.) e levam receitas e hábitos alimentares novos para a família.

 

❥ OFICINA GIRA-GIRA
(BRINCADEIRAS DE MOVIMENTO E PSICOMOTRICIDADE)
A motricidade, o desenvolvimento intelectual e o desenvolvimento afetivo são interdependentes na criança. A Oficina Gira Gira evolve movimentação e desafios constantes, facilitando aos bebês e crianças pequenas o desenvolvimento da capacidade de concentrar a atenção no próprio corpo e nas suas possibilidades em relação ao espaço e às circunstâncias diversas. Eles têm a possibilidade de tomar consciência dos limites, desenvolver a imagem e o esquema corporal, agir com segurança e dinamismo, confiar nas próprias habilidades para usar o corpo e desenvolver uma boa percepção tempoespacial.

COM QUEM: Bianca Lima, fisioterapeuta
Oficina momentaneamente fora da programação de atividades.

 

*Os valores das atividades de teatro são cobrados separadamente e não estão inclusos no valor do turno ou da hora contratada.

SIGA-NOS

INSTAGRAM